30/08/14

Marcano e José Angel de regresso

  Os defesas Ivan Marcano e José Angel estão de regresso aos convocados do FC Porto para a receção ao Moreirense.
Em relação ao jogo com o Lille saem da convocatória Alex Sandro, lesionado, e o central mexicano Diego Reyes, de quem se diz pode estar de saída para o PSV Eindhoven.
Helton, Opare e Tello continuam a recuperar dos respetivos problemas físicos.

Lista de 18 convocados:
Guarda-redes: Andrés Fernández e Fabiano;
Defesas: Danilo, Martins Indi, Maicon, Marcano, José Ángel;
Médios: Casemiro, Quintero, Evandro, Herrera, Ricardo, Óliver Torres e Rúben Neves;
Avançados: Quaresma, Brahimi, Jackson Martínez, Adrián López.

Lopetegui: “O Moreirense é uma equipa tremendamente organizada”


Depois de quatro vitórias consecutivas, o FC Porto encontra o recém-promovido Moreirense, que conta com uma vitória e um empate nos dois jogos que já disputou para a Liga. Esta sexta-feira, em conferência de imprensa de antevisão da partida de domingo (18h00, no Dragão), Julen Lopetegui disse que os Dragões vão encontrar uma equipa que sabe o que quer em todas as situações de jogo, acrescentando que os portistas terão de se apresentar a 100% para derrotar os minhotos.
Ciente das dificuldades que o FC Porto vai encontrar na partida com a equipa de Moreira de Cónegos, Lopetegui realçou o histórico de resultados tangenciais no confronto entre as equipas: Vamos encontrar um adversário tremendamente organizado e que ainda não sofreu golos. É uma equipa com maiúsculas, que sabe o que quer em todas as situações de jogo. É uma boa equipa, bem treinada pelo Miguel Leal, e sabemos que vamos encontrar dificuldades.
O treinador espanhol realçou que a partida da terceira jornada começa empatada 0-0, como todas as outras, e que o FC Porto tem de dar o seu melhor para ultrapassar o Moreirense: Temos de fazer muita coisa bem contra um adversário que sabe o que quer e o que tem de fazer. É preciso trabalhar muito para ultrapassar este jogo e temos de nos apresentar a 100%, porque o adversário assim o vai exigir.
Questionado sobre um recorde que os Dragões podem bater (cinco vitórias seguidas sem sofrer golos no arranque de uma época, superando as quatro alcançadas pelo grupo liderado por André Villas-Boas, em 2010/11), Lopetegui foi lapidar: Assino já ganhar por 5-4 no domingo. O recorde é-me igual, pois matemática e futebol não casam. Estatísticas, recordes, não me dizem nada: o objectivo é conquistar os três pontos e alcançar os nossos objectivos.
Referindo ainda não saber se pode contar para o encontro com o Moreirense com Alex Sandro, que tem realizado tratamento nas últimas sessões de treino dos Dragões, o técnico espanhol recusou, novamente, falar sobre Ricardo Quaresma, dizendo que não há nada a falar: É mais um jogador, está tudo dito. Quando não há nada a dizer, não se fala. Está a trabalhar bem, como todos, como todos têm que fazer.
Após ter reagido, na quinta-feira, ao sorteio da UEFA Champions League ao Porto Canal e a www.fcporto.pt, o técnico basco não se quis alongar sobre o que o sorteio ditou para o FC Porto: É um grupo equilibrado, difícil, como não podia ser de outra maneira, mas estamos 100% focados no jogo com o Moreirense. Fizemos um bom trabalho, a época continua e já trocámos o chip para pensar e falar só sobre o jogo de domingo. O futuro logo se vê.
Lopetegui refutou ainda falar sobre o dérbi entre Benfica e Sporting, referindo que fazer contas no futebol não vale de muito: Temos é de conseguir ganhar os nossos três pontos. Todos vamos jogar contra todos. O nosso trabalho está no nosso estádio e em sermos capazes de ultrapassar um rival que nos vai ditar muitas dificuldades. Quanto ao mercado, Lopetegui disse-se despreocupado: Os jogadores que estão connosco é que são os que vão tentar vencer o Moreirense. Já disse muitas vezes que o clube sabe o que pensamos.

Luís Castro: “Temos de ser humildes e trabalhadores”


​​Ao quarto jogo, a primeira vitória. Depois de somar os três pontos em Santa Maria da Feira, diante do Feirense (2-1), na quarta-feira, o FC Porto B colocou um ponto final num arranque de campeonato menos positivo, com duas derrotas e um empate. O treinador da segunda equipa portista não entra em euforias e alerta para a valia do próximo adversário, o Santa Clara, que se desloca ao Estádio de Pedroso este domingo, às 11h00.
É sempre importante vencer, mas mesmo depois de termos vencido o primeiro jogo sabemos que ainda temos muito para caminhar e trabalhar. Continuamos a ser inconstantes dentro do próprio jogo e isso cria-nos muitas dificuldades. Temos de saber manter o mesmo nível ao longo dos 90 minutos e tornarmo-nos mais fortes enquanto equipa, daí termos de continuar a trabalhar mais e melhor, declarou Luís Castro no lançamento do desafio com os açorianos, em exclusivo a Porto Canal e www.fcporto.pt.
Consciente das dificuldades que esperam os Dragões, o técnico azul e branco acredita que só com humildade e trabalho será possível alcançar o segundo triunfo consecutivo no campeonato. O Santa Clara é uma equipa extremamente perigosa a jogar fora de casa, mas esse não é um dado novo para nós e não é isso que nos pode fazer desequilibrar. Vem ao Porto lutar pelo resultado e com o intuito de regressar a casa com pontos. Cabe-nos a nós fazer bem o nosso trabalho e mantermo-nos fiéis aos nossos princípios de jogo. Não é porque conseguimos a primeira vitória que vamos mudar o nosso discurso. Temos de ser humildes e trabalhadores”, acrescentou Luís Castro.
O jogo entre FC Porto B e Santa Clara, da quinta jornada da Segunda Liga, disputa-se este domingo, às 11h00, no Estádio de Pedroso, e terá transmissão em directo no Porto Canal.

29/08/14

Lopetegui: “É um grupo difícil e duro”


​O técnico do FC Porto, Julen Lopetegui, comentou, em declarações exclusivas ao Porto Canal e a www.fcporto.pt, o resultado do sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League, que colocou Shakhtar Donetsk, Athletic Bilbau e BATE Borisov no caminho dos Dragões. O treinador basco assumiu que a discussão do apuramento será “equilibrada e difícil".
“Sabemos que na Champions é sempre complicado. É um grupo difícil e duro, e creio que vai ser muito equilibrado. O Shakhtar Donetsk é um clube que está habitualmente nas rondas de qualificação, nas fases de grupos e nas eliminatórias; o Athletic de Bilbau é uma equipa com uma energia tremenda e com muitíssima força, que mereceu passar a esta fase contra o Nápoles. O BATE Borisov é uma equipa que vai dar origem a complicações por muitas questões diferentes. É um grupo equilibrado e difícil, como não podia ser de outra maneira”, referiu o treinador.
Quanto à visita ao País Basco, de onde é originário, Lopetegui afirma que será “especial”: “É um regresso a Euskadi, à minha terra e isso é sempre bonito. Mas o mais bonito é fazer um bom jogo, num estádio espectacular, com uns adeptos maravilhosos, contra uma equipa muito boa. Vai ser um jogo bonito”.

Shakhtar, Atlético de Bilbao e BATE Borisov, adversários na Champions


​O sorteio da fase de grupos da UEFA Champions League 2014/15, que se realizou esta quinta-feira em Nyon, na Suíça, colocou o FC Porto no Grupo H da competição, juntamente com Shakhtar Donetsk (Ucrânia), Atl. Bilbao (Espanha) e BATE Borisov (Bielorrússia).
O Shakhtar Donetsk, campeão ucraniano na época passada, vai cumprir a décima presença na fase de grupos da UEFA Champions League, sendo que o melhor que conseguiu foi atingir os quartos-de-final da competição. O croata Srna e os brasileiros Douglas Costas e Luiz Adriano são algumas das principais figuras da equipa comandada por Mircea Lucescu.
O Atl. Bilbao, quarto classificado na passada edição da Liga espanhola, participou apenas por uma vez na fase de grupos da UEFA Champions League (1998/99). Com uma equipa 100 por cento basca, eliminou o Nápoles com um agregado de 4-2 no play-off de acesso (1-1 em Nápoles, 3-1 em Bilbau).
O BATE Borisov, campeão em título da Bielorrússia, parte para a quarta participação na fase de grupos da UEFA Champions League. Na temporada transacta ficou-se pela segunda pré-eliminatória, mas na presente levou a melhor sobre o Slovan Bratislava no play-off de acesso (1-1 em Bratislava, 3-0 em Borisov).

Grupo A
Atlético de Madrid (Espanha)
Juventus (Itália)
Olympiakos (Grécia)
Malmö (Suécia)

Grupo B
Real Madrid (Espanha)
Basileia (Suíça)
Liverpool (Inglaterra)
Ludogorets (Bulgária)

Grupo C
Benfica (Portugal)
Zenit (Rússia)
Bayer Leverkusen (Alemanha)
Mónaco (França)

Grupo D
Arsenal (Inglaterra)
Borussia Dortmund (Alemanha)
Galatasaray (Turquia)
Anderlecht (Bélgica)

Grupo E
Bayern Munique (Alemanha)
Manchester City (Inglaterra)
CSKA Moscovo (Rússia)

Grupo F
FC Barcelona (Espanha)
PSG (França)
Ajax (Holanda)
APOEL (Chipre)

Grupo G
Chelsea (Inglaterra)
Schalke 04 (Alemanha)
Sporting (Portugal)
Maribor (Eslovénia)

Grupo H
FC PORTO (Portugal)
Shakhtar Donetsk (Ucrânia)
Atl. Bilbao (Espanha)
BATE Borisov (Bielorrússia)

Prossegue preparação para o Moreirense


O FC Porto voltou esta quinta-feira a trabalhar no Centro de Treinos e Formação Desportiva Porto Gaia, no Olival, prosseguindo assim a preparação para a recepção ao Moreirense, agendada para as 18h00 de domingo e a contar para a terceira jornada da Liga portuguesa.
Tal como na véspera, Julen Lopetegui não pôde contar com Helton (treino condicionado e trabalho de ginásio), Opare (trabalho de ginásio e tratamento) e Tello (tratamento). Alex Sandro, por sua vez, limitou-se a fazer tratamento e também trabalhou à parte dos restantes companheiros.
Os Dragões voltam a treinar esta sexta-feira, às 10h30, novamente no Olival, à porta fechada. Às 13h00, Julen Lopetegui fará, em conferência de imprensa, a antevisão do terceiro encontro dos azuis e brancos na Liga portuguesa.

"Bês" estreiam-se a vencer



​O FC Porto B venceu o Feirense, esta quarta-feira, em Santa Maria da Feira, por 2-1, com golos de Gonçalo Paciência (g.p.) e de Frédéric, em partida a contar para a quarta jornada da Segunda Liga. Esta foi a primeira vitória dos comandados de Luís Castro na competição, após duas derrotas e um empate.
Os "bês" assumiram o controlo da partida desde o apito inicial, criando várias oportunidades para se adiantar no marcador, uma das quais a de Víctor García (aos 19 minutos) e duas de Frédéric (tal como no jogo anterior, um dos mais inconformados do FC Porto B) que, com um remate ao poste e um cabeceamento desviado pelo guarda-redes adversário, poderia ter inaugurado o marcador. Esse momento estava reservado, no entanto, para Gonçalo Paciência que, de grande penalidade, fez o 1-0 com que o encontro chegou ao intervalo.
A perder, o Feirense entrou na segunda metade com vontade de dar a volta aos acontecimentos, mas o FC Porto B não se desleixou no ataque: Frédéric correu mais de metade do campo com a bola, tirou Tonel do caminho e rematou colocado, à passagem dos 62 minutos. Foi já à entrada dos dez minutos finais que o Feirense conseguiu reduzir a vantagem dos portistas, com Barge a rematar forte e colocado, sem hipóteses para Kadú.
Até ao final, a equipa da casa pressionou, mas os Dragões conseguiram manter o 2-1 e somaram o primeiro triunfo na competição. A próxima partida dos "bês" é no domingo, com o Santa Clara, às 11h00, no Estádio de Pedroso.


FICHA DE JOGO

Segunda Liga, 4.ª jornada
27 de Agosto de 2014
Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira
Árbitro: Cosme Machado (Braga)
Assistentes: Alfredo Braga e Pedro Fernandes
Quarto árbitro: José Gomes

FEIRENSE: Paiva; Carvalho, Igor, Tiago Jogo, Cafú, Fabinho, Gonçalo Abreu, Tonel, Cris, Fonseca, Barge
Substituições: Cris por Hélder Rodrigues (56m), Gonçalo Abreu por Zé Mário (68m) e Fabinho por Ruben (75m)
Não utilizados: Makandze, Joca, Micael e Leandro
Treinador: Pedro Miguel

FC PORTO B: Kadú; Víctor García, Igor Lichnovsky, Zé António e Kayembe; Tomás Podstawski, Francisco Ramos e Leandro Silva; Frédéric, Gonçalo Paciência e Ivo Rodrigues
Substituições: Leandro Silva por Pavlovski (46m), Kayembe por David Bruno (60m) e Gonçalo Paciência por André Silva (75m)
Não utilizados: Caio, Graça, Leander Siemann e Roniel
Treinador: Luís Castro

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: Gonçalo Paciência (40m, g.p.), Frédéric (61m) e Barge (81m)
Disciplina: cartão amarelo para Diogo Fonseca (9m), Paiva (20m), Francisco Ramos (29m), Leandro Silva (32m), Igor Lichnovsky (38m), Carvalho (44m), Barge (57m), Gonçalo Paciência (75m), Kadu (90+3m), André Silva (90+4m) e Hélder Rodrigues (90+5m). Cartão vermelho para Tonel (90+2).

27/08/14

Victor Garcia e Leandro Silva nos eleitos de Luís Castro


​As chamadas do defesa Victor Garcia e do médio Leandro Silva são as novidades na lista de convocados elaborada por Luís Castro para a visita do FC Porto B ao reduto do Feirense, marcado para esta quarta-feira, às 16h00, no Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira, referente à quarta jornada da Segunda Liga.
Em relação à convocatória para a recepção ao União da Madeira (1-1), na ronda anterior, sai dos eleitos do treinador portista o avançado Célestin Djim.

Lista de 19 convocados: Caio e Kadú (g.r.); André Silva, David Bruno, Francisco Ramos, Frédéric, Gonçalo Paciência, Graça, Igor Lichnovsky, Ivo Rodrigues, Kayembe, Leandro Silva, Leander Siemann, Pavlovski, Rafa, Roniel, Tomás Podstawski, Victor Garcia e Zé António.

Declarações após vitória na Champions


Duas vitórias frente ao Lille e lugar reservado entre as 32 equipas que vão disputar a fase seguinte da maior prova europeia de clubes. Na conferência de imprensa que se seguiu ao triunfo caseiro sobre os franceses (2-0), Julen Lopetegui destacou a exibição colectiva na eliminatória e considera que os Dragões deixaram pelo caminho uma equipa forte.
Foi muito difícil, pois tivemos pela frente um grande adversário. A equipa fez dois jogos magníficos e está de parabéns, pois mereceu ultrapassar esta eliminatória. Os adeptos foram maravilhosos e ajudaram-nos a concretizar um objectivo muito importante para nós, que era estar na UEFA Champions League, começou por afirmar o treinador espanhol.
Ciente de que o processo de evolução demorará o seu tempo, Julen Lopetegui garantiu que ainda há muito para melhorar e deixou elogios ao Lille. Estamos a construir uma equipa e continuamos a precisar de melhorar em vários aspectos. Fizemos dois grandes jogos frente a uma equipa forte e que exigiu o máximo de nós. Só conseguimos vencer o Lille porque trabalhámos muito para isso.
No entender do técnico basco, o FC Porto entrou bem no jogo mas perdeu fulgor nos últimos quinze minutos da primeira parte, altura em que o Lille assumiu o comando das operações. O momento de inspiração de Brahimi, garante, foi essencial para lançar os Dragões para a vitória. Começámos bem o jogo, mas perdemos fulgor na parte final da primeira parte. Reentrámos forte na segunda e o grande golo do Brahimi deu-nos mais tranquilidade, sabendo, ainda assim, que nunca poderíamos relaxar frente a uma equipa como o Lille.
Ao fim de quatro jogos oficiais, o FC Porto mantém as suas redes invioladas. Julen Lopetegui volta a puxar pelo colectivo e deixa um alerta: Uma equipa que quer ser bem sucedida tem de ser forte em todos os sectores. Estamos a responder bem em termos defensivos, mas podemos ser ainda melhores. Estamos felizes por estar na UEFA Champions League. É algo muito importante para o clube e para os nossos adeptos, acrescentou.

Maicon reflectia a satisfação do balneário portista e realçou uma vitória mais do que merecida num bom jogo do FC Porto.
O central brasileiro acrescentou que a equipa esteve em excelente plano, tanto no Dragão, como no Pierre-Mauroy, em Lille: Estudámos bastante a equipa do Lille, eliminámos os pontos fortes deles e creio que foi uma vitória mais do que merecida. Somos uma equipa jovem, com personalidade, que gosta de jogar em posse e que foi superior nos dois jogos.
Destacando a qualidade dos jogadores do Lille, Maicon afirmou também que o plantel tem alternativas, com jogadores que completam quem está a jogar e realçou a justiça do resultado: A equipa procurou sempre a vitória e conseguimos o nosso principal objectivo, que era a qualificação.

O central holandês Martins Indi voltou a integrar a defesa portista e mostrou-se feliz por ter ajudado a equipa a conseguir o primeiro dos objectivos da temporada e disse também que o facto de ser um jogador polivalente é importante para acrescentar mais soluções à equipa.
Martins Indi valorizou o papel de todos na vitória desta noite, referindo que a equipa jogou muito bem: Apesar de, por vezes, os passes não terem saído muito bem, o facto é que quando marcamos sentimos que o jogo estava controlado. Ganhámos e estou muito contente, até porque o FC Porto tem de estar sempre na Champions League. O Lille é uma boa equipa, a qualificação foi difícil, mas estamos muito satisfeitos.
O central, que na noite desta terça-feira, jogou também a lateral-esquerdo, após a saída de Alex Sandro por lesão, afirmou ser óptimo poder ajudar a equipa: Tive de pensar de forma diferente após a saída do Alex Sandro. Eu sou central, mas estou habituado a jogar a lateral e consegui ajudar nessa posição. É importante fazer um bom trabalho nessa posição, para dar mais soluções à equipa.

O colombiano Jackson Martínez marcou o segundo golo do FC Porto na vitória frente ao Lille, e destacou o bom trabalho que os Dragões fizeram frente a uma equipa que lutou muito. Jackson realçou também que o conjunto azul e branco podia ter marcado mais golos, mostrando-se contente pelo apuramento.
Fizemos um bom trabalho frente a uma equipa que lutou muito. Estava a ser difícil controlar o jogo e soubemos esperar e organizá-lo, para conseguirmos jogar mais perto uns dos outros. Estou contente pelo apuramento. Penso que tivemos muitas ocasiões de golo e que estivemos bem defensivamente, destacou o avançado sul-americano.
Jackson assumiu também que pensa sempre em ajudar a equipa: Os triunfos são colectivos e são mais importantes do que aquilo que posso alcançar individualmente. O importante é que eu esteja bem quando surgirem ocasiões de golo para poder marcar. Em relação aos adversários futuros, Jackson deixa o aviso: Há jogos mais difíceis, outros mais tácticos, e temos de tratar de entrar sempre como temos trabalhado na pré-época. Sempre preparados para perseguir as vitórias, como esta, que foi importante.
Confirmando que a equipa ainda tem muito por onde melhorar, Jackson agradeceu aos adeptos, apesar de lhes pedir o apoio nos bons e nos maus momentos: Penso que os adeptos têm de aprender a ajudar a equipa a ultrapassar os momentos difíceis. Em qualquer competição, em qualquer jogo, toda a gente tem de apoiar a equipa - é disso que precisamos. A equipa entrega-se, dá sempre o seu melhor e o apoio ajuda-nos a ultrapassar as dificuldades.

Génio de Brahini abriu as portas da Champions


​O FC Porto recebeu e venceu esta terça-feira o Lille (2-0), em jogo da segunda mão do play-off de acesso à fase de grupos da UEFA Champions League. Ao ultrapassar esta eliminatória com a formação francesa, os Dragões garantiram a 19.ª presença na principal competição europeia de clubes, registo que só FC Barcelona, Real Madrid e Manchester United conseguem igualar.
Autoritário e pressionante, o FC Porto desde cedo demonstrou querer dar força à vantagem trazida de Lille (1-0) ao assumir uma postura quase asfixiante durante os primeiros 25 minutos. Durante este período, Rúben Neves (6m) e Jackson Martínez (10m) ameaçaram um golo que acabaria por não surgir durante o primeiro tempo, ainda que os azuis e brancos tenham feito bem mais do que o Lille para o merecer, deixando bem patente a superioridade evidenciada no cômputo geral da eliminatória.
O momento da noite surgiu pouco depois do reatamento. Em jeito de corolário de uma reentrada forte, Brahimi abriu o livro na cobrança exímia de um livre directo que deixou Enyeama indefeso (49m). Os mais de 45 mil portistas nas bancadas festejaram em uníssono e bom som a obra de arte assinada pelo internacional argelino, que ainda se deu ao luxo de assistir Jackson Martínez para o segundo golo da noite (69m). Servido deliciosamente pelo camisola oito, o capitão portista fez o que melhor sabe na cara do guardião nigeriano, mostrando que a veia goleadora exibida neste início de temporada não é obra do acaso. Olhando para trás no relvado, importa ainda referir que a defesa azul e branca continua intransponível ao fim de quatro jogos oficiais.
Com classe e, acima de tudo, mérito, o FC Porto ultrapassou o Lille e está na fase de grupos da UEFA Champions League, uma competição que conhece como poucos. Este Dragão merece e a Europa agradece.

25/08/14

Lopetegui: "Temos de ser perfeitos"


Sem esconder a importância do jogo que se segue no calendário portista, Julen Lopetegui voltou a garantir que o FC Porto é uma equipa com vontade de ser protagonista na UEFA Champions League. No lançamento da segunda mão do play-off de acesso à fase de grupos da competição, frente ao Lille, o técnico espanhol acredita que a sua equipa tem de atingir a perfeição para repetir o triunfo do primeiro jogo.
O que espero e acredito é que será um jogo tremendamente complicado, frente a uma equipa que quererá dar a volta à eliminatória. Vamos ver o que teremos de mudar na nossa estratégia, mas temos de ser perfeitos para conseguir vencer o Lille, defensiva e ofensivamente. Estamos no intervalo de um jogo em que temos de fazer as coisas ainda melhor. O Lille tem a intenção de ser protagonista e cabe-nos a nós contrariar isso, começou por afirmar Julen Lopetegui.
Considerando que o jogo frente ao Lille será diferente do de Paços de Ferreira, o treinador portista alerta para a necessidade de os Dragões se preocuparem essencialmente com o seu próprio trabalho. Vai ser um jogo diferente do último que jogámos. A exigência será maior e teremos de ser muito fortes em dois processos: a defender e a atacar. O Lille que vencer e passar a eliminatória, mas preocupamo-nos acima de tudo com aquilo que temos de fazer, prosseguiu.
Em jogo está a 19.ª presença do FC Porto na fase de grupos da UEFA Champions League, um registo histórico apenas partilhado por FC Barcelona, Real Madrid e Manchester United. É um jogo importante, não o negamos. Aceitamos a responsabilidade com esperança e vontade de sermos protagonistas. É uma grande oportunidade para estarmos na UEFA Champions League. Temos consciência do que vamos encontrar frente ao Lille, mas acredito que a equipa está preparada para responder às exigências.
Sobre Aboubakar, o mais recente reforço do plantel que comanda, Julen Lopetegui deixou elogios ao avançado internacional camaronês ex-Lorient (França). É um jogador que apreciamos e estamos felizes por tê-lo connosco. Poderá ajudar-nos muito ao longo da temporada, considerou o técnico.

Três regressos para o jogo com o Lille


​​​Danilo, Reyes e Quaresma são as novidades da convocatória de 18 atletas elaborada por Julen Lopetegui, tendo em vista o encontro com o Lille, marcado para esta terça-feira, às 19h45 no Estádio do Dragão. Comparativamente com a convocatória elaborada pelo técnico espanhol para a deslocação a Paços de Ferreira, para a Liga, saem das escolhas do técnico basco os defesas Marcano e José Ángel e o avançado Tello.
No último ensaio antes do jogo com o Lille, que se realizou na manhã desta segunda-feira, no Estádio do Dragão, Lopetegui apenas não pôde contar com Helton (treino condicionado e trabalho de ginásio), Opare e Tello (ambos realizaram tratamento), que trabalharam à parte.
Lista de 18 convocados: Andrés Fernández e Fabiano (g.r.); Danilo, Martins Indi, Maicon, Casemiro, Quaresma, Brahimi, Jackson Martínez, Quintero, Reyes, Evandro, Herrera, Adrián López, Ricardo, Alex Sandro, Óliver Torres e Rúben Neves.

Svein Oddvar Moen vai dirigir o jogo entre o FC Porto e o Lille, desta terça-feira, às 19h45, a contar para a segunda mão do play-off de acesso à fase de grupos da UEFA Champions League. O juiz norueguês, de 35 anos, terá a auxiliá-lo os compatriotas Kim Thomas Haglund e Frank Andas (assistentes), Ken Henry Johnsen e Svein-Erik Edvartsen (assistentes adicionais) e Sven Erik Midthjell (quarto árbitro).

Aboubakar: “Vou dar o máximo de mim”

​Vincent Aboubakar, internacional camaronês de 22 anos, é o novo reforço do FC Porto. O avançado, proveniente do Lorient (França), assinou um contrato válido até 30 de Julho de 2018.
​Tendo cumprido o primeiro treino de Dragão ao peito, Vincent Aboubakar confessou estar muito feliz pelo rumo que a sua carreira tomou. Depois de brilhar ao serviço do Lorient, em França, o avançado dos Camarões prometeu muito trabalho para fazer furor com a camisola 99 do FC Porto, com o qual assinou um contrato válido para as próximas quatro temporadas.
Estou muito feliz por chegar a um grande clube como o FC Porto. É um clube com muita história e que todos os anos luta pela conquista de títulos. É com essa motivação que chego aqui, pois vou dar o máximo de mim para ajudar o FC Porto a vencer e a conquistar mais títulos. Sinto que fiz um bom trabalho no Lorient e foi isso que me permitiu chegar ao FC Porto, afirmou Aboubakar, que terá uma cláusula de rescisão de 50 milhões de euros, em exclusivo a Porto Canal e www.fcporto.pt.
Considero-me um jogador rápido e forte fisicamente, que gosto de arriscar nos lances individuais e de fazer golos. Acredito que posso acrescentar coisas a uma equipa que já está recheada de grandes jogadores, prosseguiu o internacional camaronês, pouco atemorizado com a história do número que vai carregar nas costas. Sei que o 99 já pertenceu ao Vítor Baía, mas isso não aumenta a pressão, apenas a motivação, concluiu o jogador de 22 anos.

Varela no West Bromwich


O FC Porto autorizou Varela a viajar para Inglaterra, e o West Bromwich já o anunciou, na tarde de domingo, como reforço. O extremo português acertou um contrato de cedência por uma temporada. Varela, de 29 anos, tem vínculo com os dragões até 2016.
Silvestre é um jogador muito experiente, tanto no FC Porto como na seleção e estou encantado por termos conseguido garantir os seus serviços. É um reforço fantástico para a nossa equipa, disse Alan Irvine, treinador do West Bromwich.

22/08/14

Lopetegui quer equipa "100% focada" no Paços de Ferreira


​Julen Lopetegui disse, esta sexta-feira, em conferência de imprensa, esperar um desafio duríssimo, este sábado, contra uma equipa do Paços de Ferreira bem trabalhada. O técnico realçou a boa prestação dos pacenses no primeiro encontro da Liga e referiu que deseja uma equipa do FC Porto focada a 100% no encontro, que está agendado para as 18h00, no Estádio Capital do Móvel, e conta para a segunda jornada da Liga.
O treinador disse que o FC Porto vai encontrar um adversário que esteve toda a semana a trabalhar o jogo com muito cuidado e esmero, enquanto o FC Porto aterrou há pouco menos de 24 horas proveniente de Lille: Vamos encontrar um adversário que fez um bom jogo contra o Benfica. Teve uma primeira parte muito boa, com várias acções de golo e até dispôs de um penálti. É uma equipa bem trabalhada pelo Paulo Fonseca, que é um magnífico treinador e já fez um bom trabalho anteriormente no Paços de Ferreira e também no FC Porto, mesmo não obtendo os resultados que pretendia.
Lopetegui realçou que só há uma forma de encarar a partida que marca o regresso ao campeonato nacional após a vitória em Lille, por 1-0, no play-off da Champions League: Temos de estar mental e fisicamente preparados para enfrentar um adversário duríssimo e forte. A motivação e a mentalidade competitiva têm de ser elevadas e é preciso que a energia esteja focada a 100% no Paços de Ferreira.
Recusando falar de movimentações de mercado, Lopetegui revelou que pretende uma equipa personalizada para a partida com os pacenses: Quando tivermos a bola, vamos tentar jogar da maneira que trabalhámos e nos sentimos confortáveis, e sem bola vamos tentar fazer o mesmo. Queremos competir bem, atacar bem e defender bem, joguemos onde joguemos. Nós temos uma ideia, o adversário tem outra: queremos ser nós próprios, sabendo que temos um adversário que vai utilizar as suas próprias armas.
O técnico basco destacou o facto de os Dragões terem vários elementos para uma mesma posição para garantir que a equipa está preparada para as oscilações naturais dos jogadores durante a época: Temos um plantel de equipa grande. Tentaremos estar preparados para o momento de cada um dos jogadores e atentos para que esse momento nos faça idealizar uma equipa inicial, pois só jogam 11 e, depois, mais três suplentes. Quando se joga a cada três dias, há muitos factores a ter em conta e temos de tentar tomar a decisão correcta face a todas as variáveis de cada jogo.
Reforçando a juventude e as várias mudanças que foram operadas no plantel, Lopetegui afirmou ainda que há muito trabalho pela frente: Se uma equipa que está feita e construída tem de melhorar continuamente, nós ainda temos mais para fazer. Estamos em Agosto e temos de estar atentos para melhorar em muitos aspectos.

Marcano em estreia nos convocados para Paços de Ferreira

A chamada de Marcano é a grande novidade da convocatória de 18 atletas elaborada por Julen Lopetegui, tendo em vista o encontro com o Paços de Ferreira, marcado para este sabádo, às 18h00, e a disputar no Estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira. Comparativamente com a convocatória elaborada pelo técnico espanhol para a deslocação a Lille, saem das escolhas do técnico basco Danilo, Quaresma e Reyes.
No último ensaio antes da deslocação ao recinto dos pacenses, que se realizou na manhã desta sexta-feira, no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, treinaram 25 jogadores, sendo que Lopetegui apenas não pôde contar com Helton (treino condicionado e trabalho de ginásio) e com Opare (tratamento), que trabalharam à parte.
Lista de 18 convocados: Andrés Fernández e Fabiano (g.r.); Martins Indi, Maicon, Marcano, Casemiro, Brahimi, Jackson Martínez, Quintero, Tello, José Ángel, Evandro, Herrera, Adrián López, Ricardo, Alex Sandro, Óliver Torres e Rúben Neves.
Manuel Mota, da Associação de Futebol de Braga, foi o árbitro nomeado para o jogo entre Paços de Ferreira e FC Porto. O juiz bracarense será auxiliado por Paulo Vieira e Jorge Oliveira.

Luís Castro: “Os resultados vão aparecer em breve”


Duas derrotas em outros tantos jogos e zero pontos. O arranque do FC Porto B na presente edição da Segunda Liga está longe de ser positivo e Luís Castro confessa um sentimento de frustração pelo duplo desaire, reforçado pelo facto de considerar que a sua equipa foi melhor nesses dois jogos. Prometendo trabalho forte” acredita que a primeira vitória está perto.
Desmontando os dois jogos que tivemos, chegamos facilmente à conclusão de que sofremos demasiados golos e que os que apontamos aconteceram em lances de bola parada. É essencial melhorarmos nos dois lados do campo e aumentarmos os nossos níveis de concentração. Não esperávamos ter zero pontos nesta altura, mas estamos a construir uma equipa e os resultados vão aparecer muito em breve, afirmou Luís Castro, em exclusivo a Porto Canal e www.fcporto.pt, no lançamento do desafio com os insulares, para os quais olha como uma equipa experiente, que luta assumidamente pela subida de divisão.
Para o técnico portista, a sua equipa fez por merecer uma sorte diferente nas duas primeiras rondas, mas lembra que lidera um colectivo jovem e ainda em construção. Fomos superiores em ambos os jogos e criámos oportunidades de golo, mas a realidade é que não conseguimos vencer. Estamos a trabalhar forte para estarmos mais ligados e para termos mais sucesso. Sentimo-nos frustrados e revoltados pois acreditamos que poderíamos ter sido mais felizes nos dois primeiros jogos, mas isso é passado e agora só pensamos em vencer o próximo.
O jogo entre FC Porto B e União da Madeira, da terceira jornada da Segunda Liga, disputa-se este sábado, às 15h00, no Estádio de Pedroso, e terá transmissão em directo no Porto Canal.

16/08/14

Célestin é a novidade nos convocados do FC Porto B


A chamada de Célestin é a maior novidade na lista de convocados do FC Porto B na deslocação ao recinto do Sporting da Covilhã (2.ª jornada da Segunda Liga, este sábado, 18h00, no Estádio Municipal da Covilhã). Em relação à recepção à Oliveirense, da primeira jornada da competição, sai da lista elaborada por Luís Castro o defesa Verdasca.
Na temporada passada, o FC Porto B triunfou no recinto dos serranos, por 1-0, com um golo de Ivo Rodrigues, em partida da 31.ª jornada da competição. No entanto, na primeira volta (10.ª jornada), o Sporting da Covilhã venceu, no Estádio de Pedroso, por 2-1, com o golo dos portistas a ser apontado por Tozé.
Lista de 18 convocados: Caio e Kadú (guarda-redes); André Silva, David Bruno, Célestin, Francisco Ramos, Frédéric, Gonçalo Paciência, Graça, Ivo Rodrigues, Kayembe, Leandro, Lichnovsky, Pavlovski, Pité, Rafa, Siemann e Tomás Podstawski.

Estreia promissora de Rúben Neves ao ritmo de Cha cha cha


​O FC Porto recebeu e venceu esta sexta-feira o Marítimo (2-0), no jogo inaugural da Liga portuguesa 2014/15. O debutante Rúben Neves (11m) e Jackson Martínez (90m+4) foram os marcadores de serviço na primeira vitória oficial da época.
Com três caras novas (Martins Indi, Óliver Torres e Brahimi) e o menino Rúben Neves no primeiro onze oficial da temporada, os azuis e brancos assumiram as despesas do jogo desde o apito inicial, obrigando o Marítimo a defender literalmente com os onze jogadores. Dominador e pressionante, o FC Porto não demorou muito tempo a encontrar o caminho das redes contrárias.
Quaresma deu o mote logo aos quatro minutos e a primeira explosão de alegria do Estádio do Dragão surgiu aos 11, por intermédio de Rúben Neves. No seguimento de um canto cobrado por Quaresma, a bola ficou caprichosamente ao jeito do pé direito do jovem médio portista, que rematou rasteiro e cruzado sem hipóteses para Salin. Com apenas 17 anos e 155 dias, Rúben Neves tornou-se o mais jovem jogador da história do FC Porto a marcar no campeonato, abrilhantando uma estreia verdadeiramente de sonho. Pese embora o maior domínio, os Dragões foram para o intervalo a vencer pela margem mínima.
Com uma cultura inegável de posse de bola, o FC Porto entrou, ainda assim, algo apático na etapa complementar, permitindo aos insulares chegar mais vezes junto da baliza à guarda de Fabiano. Perante o apoio incessante dos mais de 48 mil adeptos que encheram o palco azul e branco, o conjunto liderado por Julen Lopetegui voltou a agarrar o comando das operações e partiu à busca do segundo golo, que surgiria já em período de compensação por intermédio do inevitável Jackson Martínez, após passe delicioso de Cristian Tello (90m+4). Triunfo inquestionável do FC Porto, que assim iniciou o campeonato da maneira que melhor sabe: a vencer.

Julen Lopetegui destacou dois aspectos fundamentais na conferência de imprensa que se seguiu ao triunfo do FC Porto sobre o Marítimo (2-0), na jornada inaugural da Liga portuguesa 2014/15. O treinador dos Dragões considera que a sua equipa teve personalidade e identidade, e sublinha que ainda há coisas que precisam de ser melhoradas, algo perfeitamente natural numa fase tão prematura da temporada.
Sempre que ganhas, ficas satisfeito. Tivemos muitas oportunidades para resolver o jogo mais cedo, mas defrontámos uma equipa muito bem organizada e que nos criou dificuldades. O primeiro jogo nunca é fácil, mas creio que demos uma boa resposta e conseguimos o mais importante, que era vencer, começou por dizer Julen Lopetegui.
Apesar de liderar um colectivo ainda em construção, o treinador basco considera que a equipa fez muitas coisas boas, mas alerta para a necessidade de ser mais eficaz no capítulo da finalização. Marcámos dois golos em 22 remates, mas poderíamos ter marcado mais. É difícil criar muitas oportunidades de golo e, com o tempo, temos de ser mais eficazes.
Pedindo calma e tranquilidade para com o talento de Rúben Neves, Julen Lopetegui elogiou ainda a moldura humana do Estádio do Dragão: É maravilhoso ver o nosso estádio cheio e estamos felizes por termos podido dedicar a vitória aos adeptos.

Em declarações ao Porto Canal, Jackson Martínez, autor do segundo golo dos Dragões, realçou a paciência que a equipa demonstrou para atingir os seus objectivos.
O colombiano afirmou estar satisfeito com a vitória: Foi muito bom trabalho da equipa, pois fizemos tudo o que fomos trabalhando na pré-temporada. Tivemos dificuldades, já que o Marítimo fez um bom jogo e a nossa pressão não saiu sempre bem, mas foi uma boa vitória. Para Jackson, não há dúvidas sobre o que possibilitou a vitória: A chave foi a perseverança, a paciência para conseguir desfeitear o Marítimo. Os jogadores que entraram, que estavam frescos, exibiram-se a um nível muito bom. Foi um excelente início perante o nosso público.
O sul-americano não poupou nos elogios ao público presente: Penso que, para todos os jogadores, a motivação aumenta com o público todo aqui. Quero agradecer a todos pelo apoio, que é algo que precisámos para conseguir dar o nosso melhor em campo, de forma a fazermos o melhor possível nesta campanha.

Brahimi estava feliz pelo desfecho do primeiro jogo oficial da época, dizendo ter sentido muitas sensações boas no primeiro contacto com o Estádio do Dragão. Em declarações ao Porto Canal, o internacional argelino Brahimi realçou também que este era um jogo importante para a equipa nas vésperas do jogo com o Lille.
Foi o primeiro jogo da temporada e ganhar por 2-0 é bom para a confiança. Espero que continuemos a ganhar confiança – temos de continuar a trabalhar. O Marítimo é uma boa equipa, tivemos dificuldades em sair com a bola, mas o importante foi vencer.
Brahimi não escondeu a felicidade pela presença maciça de adeptos no Dragão: O apoio dos adeptos foi importante. É espectacular, só posso agradecer e espero que continuem connosco durante a temporada.

11/08/14

Iván Marcano reforça dragões


​Iván Marcano é o mais recente reforço do FC Porto. O central espanhol, de 27 anos, chega ao clube a título definitivo e rubricou um contrato válido para as próximas quatro temporadas. Depois de ter actuado no futebol grego na época passada, ao serviço do Olympiakos, Iván Marcano vai integrar o plantel às ordens de Julen Lopetegui, no qual irá envergar a camisola número cinco.
Estou muito feliz e orgulhoso por chegar a um clube como o FC Porto, que tem uma história recheada de títulos e adeptos verdadeiramente fantásticos, dos melhores que existem no futebol. Sei aquilo que me espera e estou preparado para ajudar a equipa a vencer e a voltar a conquistar títulos, afirmou Iván Marcano em exclusivo a Porto Canal e www.fcporto.pt, naquelas que foram as suas primeiras palavras como jogador dos Dragões.

Mangala no Manchester City


Mangala é jogador do Manchester City, anunciou o clube da Premier League. Utilizará a camisola número 20 e será companheiro de equipa de Fernando, jogador que este verão também trocou o FC Porto pelos campeões ingleses.
Mangala é o sexto reforço da equipa treinada por Manuel Pellegrini, juntando-se a Lampard, Fernando, Caballero, Sagna e Zuculini.

A Futebol Clube do Porto - Futebol, SAD, nos termos do artigo 248º nº1 do Código dos Valores Mobiliários, vem informar o mercado que chegou a um acordo com o Manchester City para a cedência, a título definitivo, dos direitos de inscrição desportiva, e dos 56,67% dos direitos económicos que detinha, do jogador profissional de futebol Eliaquim Mangala, pelo valor de 30.500.000 euro (trinta milhões e quinhentos mil euros).

1ª Jornada: FC Porto B batido pela Oliveirense


O FC Porto B entrou a perder na Segunda Liga, tendo sido derrotado pela Olveirense, por 1-3. À técnica dos jovens Dragões, com Ivo e Pité à cabeça, sobrepôs-se a eficácia da equipa de Oliveira de Azeméis.
Foi um resultado ingrato para a equipa B, que entrou bem no jogo, com boas iniciativas de Ivo pela esquerda, mas acabou por ser a Oliveirense a adiantar-se aos 20 minutos, quando o gigante Yero fez valer a força física para ganhar na área e marcar.
Até ao intervalo, o FC Porto B atacou muito, mas concluiu mal. Luís Castro fez entrar ao intervalo André Silva e Francisco Ramos, a equipa pressionou muito, mas em cinco minutos a Oliveirense decidiu o jogo, primeiro com um remate de fora da área de Ivan Santos, depois, com Yero a converter um penalti rigoroso, marcado pelo árbitro por uma bola no braço na área portista.
Pité fez o golo do FC Porto B, num jogo em que o resultado penalizou demasiado a equipa, que pelo que se viu tem qualidade para realizar uma boa temporada.
Julen Lopetegui esteve no Estádio Municipal Jorge Sampaio a assistir à estreia do FC Porto B na II Liga, em jogo contra a Oliveirense. O treinador espanhol esteve sentado ao lado de Rui Barros, um dos seus adjuntos, Antero Henrique, diretor-geral do FC Porto, João Pinto, que trabalha na estrutura do clube e Domingos Paciência, pai de Gonçalo, avançado que fez o primeiro estágio de pré-época com a equipa principal, e atual técnico do Vitória de Setúbal.


FICHA DE JOGO

FC Porto B-Oliveirense, 1-3
Segunda Liga, 1.ª jornada
11 de Agosto de 2014
Estádio do Pedroso, em Vila Nova de Gaia
Árbitro: Nuno Almeida (Algarve)

FC PORTO B: Kadú, David Bruno, Siemann, Lichnovsky, Rafa, Tomás Podstawski, Pité, Leandro Silva, Kayembe, Gonçalo Paciência e Ivo
Substituições: Lichnovsky por Francisco Ramos (46m), Kayembe por André Silva (46m) e Pité por Frederic (68m)
Não utilizados: André Caio, Graça, Pavlovski e Verdasca
Treinador: Luís Castro

OLIVEIRENSE: João Pinho, Carela, Ângelo, Sérgio, Bruno Simão, Godinho, Zé Freitas, Ivan Santos, Rui Lima, Oliveira e Yero
Substituições: Oliveira por Mário Mendonça (63m), Ivan Santos por Renan (77m) e Rui Lima por Carlitos (90+1m)
Não utilizados: Hélder Godinho, Zé Sousa, Luís e Rafa
Treinador: Artur Marques

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: Yero (20m e 54m, pen.), Ivan Santos (54m) e Pité (59m)
Cartões amarelos: Ivo (14m), Zé Freitas (68m), Sérgio (72m) e Mário Mendonça (86m)

Julen Lopetegui: "Só como equipa seremos fortes"


Análise ao jogo: Em todos os jogos há sempre aspetos positivos e negativos. Neste jogo faltou-nos alguma concentração em alguns momentos da primeira parte e num deles sofremos um golo. Mas, claro, que há muitas coisas positivas a retirar do jogo. Temos, todavia, de fazer mais agora que a competição vai começar. Temos de continuar a crescer porque somos uma equipa completamente nova. Precisamos de ser, rapidamente, uma equipa de estilo bem definido. Estamos a trabalhar nesse sentido.

FC Porto favorito ao título? O que é ser favorito? Temos, isso sim, de trabalhar muito para sermos uma equipa forte, temos de trabalhar no máximo durante o todo o ano porque a época não será fácil. Acima de tudo, devemos pensar como equipa porque sem sermos uma equipa não somos nada, só como equipa seremos fortes.

O play-off da Champions: Temos uma enorme vontade de chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões. Saiu-nos no sorteio a equipa mais difícil porque ainda na época passada esteve perto de tirar o segundo lugar ao Mónaco no campeonato francês. Temos dois jogos para conseguir o que não foi possível garantir a época passada.

Equipa titular: Numa equipa como o FC Porto há sempre muita luta pelos lugares. Estamos muito satisfeitos com estes jogadores e na próxima semana saberemos quem joga.

Balanço: Estou muito contente no FC Porto, não tenho palavras para descrever o que se sente por ver adeptos em todos os estádios onde jogamos. Têm sido semanas fantásticas.

Josué no Bursaspor por uma temporada


Nem Metz, nem Eskisehirspor, nem Corunha. O futuro de Josué passa pela Turquia, mas pelo Bursaspor, clube que acertou com o FC Porto o empréstimo do médio internacional português, que foi riscado do plantel de Julen Lopetegui e não contava desde o final do estágio em Horst, na Holanda. A SAD preferia a transferência do médio de 23 anos a título definitivo, pedindo quatro milhões de euros, valor que nenhum dos interessados se predispôs a pagar. As propostas por empréstimos, essas sim, apareceram, tendo o Bursaspor tomado a dianteira e chegado a acordo tanto com o FC Porto como com o jogador. O clube turco deve mesmo reservar opção de compra, a exercer no final da temporada.
Josué, contratado pelos dragões há um ano, ao Paços de Ferreira, somou 35 jogos e marcou cinco golos ao longo da campanha 2013/14. Com Paulo Fonseca, tornou-se um titular polémico, muito contestado pelos adeptos e pela crítica. Tendo ficado marcado como um dos rostos de uma época terrível, viu a sua segunda vida no clube comprometida, percebendo-se que Lopetegui já tinha uma ideia feita sobre o português, já que a dispensa surgiu na sequência de umas primeiras semanas de pré-temporada que até mostraram o melhor Josué. Com contrato com os dragões até 2017, não se perspetiva por agora que o médio recupere o protagonismo que o elevou até à Seleção Nacional.
Na Turquia, Josué vai engrossar um já extenso grupo de portugueses, que integra Bruma (Galatasaray), Bosingwa (Trabzonspor), André Santos (Balikesirspor), Castro (Kasimpasa), Edinho (Kayseri Erciyesspor), Manuel da Costa (Sivasspor), Bruno Alves e Raul Meireles (Fenerbahçe). Está será ainda a segunda experiência do médio fora de Portugal, depois da passagem pelos holandeses do Venlo, em 2010/11.

10/08/14

Estreia frente à Oliveirense deixa Luís Castro de “sobreaviso”


A estreia no campeonato traz sempre expectativas acrescidas e o facto do adversário do FC Porto B nesta primeira jornada ser a perigosa Oliveirense (domingo, 18h00, no Estádio de Pedroso, com transmissão em directo no Porto Canal) deixa Luís Castro de sobreaviso. Em declarações a www.fcporto.pt, o treinador recorda que a equipa de Oliveira de Azeméis já leva três jogos oficiais esta época, com resultados positivos.
A Oliveirense perdeu por 3-0 na primeira jornada da Taça da Liga, mas rapidamente rectificou, recebendo e vencendo o Farense por 3-0 e empatando em Chaves, no terreno de um candidato à subida de divisão, por 2-2. Isso deixa-nos de sobreaviso e o facto de ser a nossa estreia leva o encontro para um patamar de dificuldade elevado, embora mantenhamos o nosso objectivo de praticar um jogo agradável, em que a equipa se destaque pelo seu todo e nos transporte para uma vitória, afirmou o técnico.
Luís Castro espera uma Oliveirense a disputar o jogo pelo jogoo campeonato é longo, ainda estamos numa fase em que todos os treinadores abordam as partidas de uma forma mais aberta e descomplexada – e reconhece que o adversário se apresenta com mais ritmo. Na semana passada estivemos com menos 12 jogadores e, embora esta semana já tenhamos recuperado alguns, acresce a isso o facto de não termos competição oficial. Pode aparecer alguma décalage, mas acredito no nosso sentido de responsabilidade e nosso valor individual e colectivo, sublinhou.
A capacidade da Oliveirense não será subestimada, garante: É uma equipa perigosa, com uma boa capacidade ofensiva, que não se desequilibra muito e tem um bom trio de ataque e de meio-campo. Valem pelo seu todo e são um conjunto homogéneo, bem liderado pelo Artur Marques.