18/07/15

Aconteceu a 17 Julho 1932

Neste dia, o FC Porto conquista pela terceira vez o título de campeão de Portugal, depois de bater, em Coimbra, o Belenenses por 2-1, na finalíssima. O onze de Siska que venceu a final: Siska; Avelino Martins, Pedro Themudo; Álvaro Sequeira, Álvaro Pereira e Castro; Lopes Carneiro, Waldemar Mota, Acácio Mesquita, Pinga e Carlos Mesquita.

Imbula: “Os melhores jogarão”



Imbula admite que a luta por um lugar no meio-campo do FC Porto em 2015/16 será dura, mas também saudável. O médio contratado ao Marselha, fã do costa-marfinense Yaya Touré, diz-se pronto para alinhar em várias posições, de forma a afirmar-se num clube mítico, de nível europeu, com o qual espera conquistar vários troféus. E jogar muito, claro.
Os melhores jogarão, se não for eu a alinhar será outro e se for eu melhor. O treinador disse-me que me pode utilizar em várias posições e que serei capaz de o fazer em todas elas. Cabe-me a mim mostrar que sou capaz de evoluir nas posições em que ele me vai colocar, afirmou o francês de 22 anos ao www.fcporto.pt e Porto Canal, antes do treino matinal desta sexta-feira, em Horst, na Holanda.
Os objectivos colectivos e individuais estão claramente traçados: Espero ganhar o maior número de jogos possível e que cheguemos longe na Liga dos Campeões. E a nível pessoal espero jogar o máximo possível. A opção pelo FC Porto, depois de uma temporada de afirmação em Marselha, também foi abordada: Imbula pretendia um clube que ganhasse muitos troféus ao nível do seu país. O FC Porto agrada-me muito. É uma equipa de nível europeu, como já disse, com muito bons jogadores, e foi isso que me atraiu, precisou.
Imbula garante que não ficou surpreendido com o alto nível dos colegas de equipa, até porque já tinha falado com Brahimi antes de aceitar o desafio dos Dragões. O argelino tem sido precisamente uma das principais ajudas para ultrapassar a barreira da língua. Integrei-me bem, todos foram simpáticos comigo. Comunicámos um pouco com a ajuda do Brahimi e compreendo um pouco de espanhol, que é parecido com o português, revelou o reforço azul e branco, que já estava ansioso por conhecer os companheiros desde o dia em que assinou pelo clube.
Chegar à principal selecção francesa, após várias internacionalizações nos Sub-20 e Sub-21, poderá ser um bónus de um bom desempenho com a camisola portista: A selecção francesa é um objectivo, mas isso passará pelo FC Porto. Espero fazer o máximo de jogos possível pelo FC Porto e, se isso chegar, ainda melhor.

Treinos de sexta-feira

Cerca de 300 pessoas assisitiram ao treino da tarde desta sexta-feira do FC Porto, no estágio em Horst, na Holanda, que termina este sábado, com o jogo frente ao Duisburgo. O número de espectadores terá sido sensivelmente o mesmo que se registou na quarta-feira, dia da primeira sessão de trabalho de Casillas, apesar do muito calor, com a temperatura a aproximar-se dos 30º Celsius. Os 28 jogadores actualmente ao dispor de Lopetegui treinaram sem limitações.
O número de curiosos obrigou mesmo a usar fitas para assegurar a passagem tranquila dos atletas desde as instalações do Wittenhorst até ao campo de treinos, à volta do qual eram visíveis camisolas do FC Porto, de vários outros clubes e até uma bandeira da Argélia. Após o aquecimento, e já no final do período de 15 minutos aberto aos jornalistas, o treinador dos Dragões dividiu o grupo em dois, ficando no relvado principal com nove jogadores de campo - incluindo o reforço Maxi Pereira - e dois guarda-redes, Raul Gudiño e Ricardo Nunes. Os restantes deslocaram-se para outro relvado, originando uma divisão do público presente.
Este sábado, o FC Porto realiza o segundo encontro de preparação da época 2015/16, frente ao Duisburgo às 17h. A partida frente ao clube da Segunda divisão alemã realiza-se na MSV-Arena, com transmissão em directo na SportTV 1.

14/07/15

Um novo ano futebolístico, uma nova imagem

Ao iniciarmos um novo ano futebolístico, também inauguramos uma nova imagem do Blog. Poderá não ser a definitiva, ainda estamos em testes. Digam de vossa justiça....

Aconteceu a 14 Julho 1996

Foi neste dia que chegou ao FC Porto o avançado Mário Jardel. Com um estilo desengonçado, até lento, o brasileiro revelou-se um dos maiores goleadores do FC Porto. Exímio no jogo aéreo e com um pacto com a bola, Jardel conquistou duas botas de ouro com a camisola do FC Porto, igualando o feito de Fernando Gomes, na década anterior. Corrigindo: Jardel só conquistou uma Bota de Ouro com a camisola do FC Porto. O excelente Fernando Gomes é mesmo o único bibota do nosso clube.
Veja no vídeo alguns dos 130 golos que marcou em quatro épocas de Dragão ao peito, ele que foi uma das figuras daquela grande equipa que conquistou o inédito pentacampeonato.








Sérgio Oliveira: “Evoluí muito como pessoa”


​Após 11 anos de ligação ao FC Porto, Sérgio Oliveira rumou em 2013 ao Paços de Ferreira, clube em que realizou duas épocas de bom nível. O médio garante que esse período lhe permitiu crescer muito, especialmente como pessoa, e estar agora preparado para ajudar os azuis e brancos a lutar para ser campeões.
Estou muito feliz pelo regresso. Vim para cá muito novo e agora vou trabalhar e dar o máximo por este clube. Evolui-se sempre ao longo dos anos nos aspectos técnicos e tácticos, mas o mais importante é a capacidade mental, crescer e tornar-me mais adulto, notou o jogador ao www.fcporto.pt e Porto Canal, pouco após a sua chegada ao estágio em Horst. O médio não esconde as dificuldades que sentiu ao serviço do Paços de Ferreira, especialmente num primeiro ano em que a equipa quase descia de divisão: Saí para um clube da Primeira Liga, a que estou muito agradecido por estes dois anos. É um ambiente completamente diferente, com jogadores mais velhos e com experiência.
Sérgio Oliveira chegou a ser o jogador mais jovem do FC Porto a alinhar pela equipa principal, quando foi titular frente ao Sertanense, em 2009, num encontro da Taça de Portugal, com 17 anos, quatro meses e 15 dias. Por isso, já conhece a exigência da casa: O FC Porto luta sempre para ser campeão e este ano não vai fugir à regra. O meu objectivo é, desde o primeiro dia, ajudar a que isso seja possível e dar o meu máximo. É isso que posso prometer. O contacto com o treinador Lopetegui foi ainda curto: Quis saber como me sentia fisicamente e a partir de agora vai ser mais fácil termos algumas conversas.
A concorrência por um lugar no meio-campo vai ser forte e Sérgio Oliveira diz-se capaz de actuar em qualquer das posições no sector, apesar de ter preferência por jogar de trás para frente: A partir do momento em que chegas a uma equipa como esta, sabes que a concorrência vai ser sempre forte e resta-te trabalhar. Acho que a concorrência saudável é sempre boa, não só para evolução pessoal mas também da equipa. Acho que vai ser um ano bom para todos.

Dragões treinaram com três reforços


Sérgio Oliveira, Rúben Neves e Ricardo, que chegaram esta segunda-feira ao estágio do FC Porto em Horst, já participaram no treino da tarde, o segundo do dia. O trio, que teve direito a uns dias extra de férias após a participação no Europeu Sub-21, reforçou o plantel à disposição de Lopetegui, que, por outro lado, não pôde contar com Adrián López, a contas com uma indisposição gástrica.
Ambas as sessões foram marcadas pela chuva, que fez diminuir o número de curiosos que vinham a acompanhar os trabalhos dos Dragões. Nos 20 minutos abertos à comunicação social, foi possível observar o aquecimento, num dos quatro campos do Wittenhorst. Posteriormente, o plantel deslocou-se para outro relvado, onde ainda foi possível verificar que o trio dos Sub-21 iniciou corrida à parte do grupo principal.

O mundo do futebol reage à chegada de Casillas


​Já após Iker Casillas ter assumido a felicidade por iniciar uma nova etapa na carreira, as reacções nas redes sociais e em vários sítios de internet espanhóis por parte de antigos colegas de equipa e antigos treinadores não se fizeram esperar. No Facebook, Twitter e Instagram surgiram declarações de companheiros do Real Madrid e da Selecção espanhola, todas elas desejando boa sorte ao guarda-redes na baliza do FC Porto.
Pepe, antigo jogador dos Dragões, foi um dos que desejou boa sorte ao guarda-redes: Foi uma honra ter feito parte da mesma equipa que tu. Que o Porto (cidade e clube) te receba de braços abertos… Estou certo de que assim será! James Rodríguez, também antigo atleta portista, deixou a sua homenagem no Instagram: Foi uma honra partilhar o balneário com uma lenda do futebol e do madridismo. Obrigado por tudo. Capitão, enquanto o português Cristiano Ronaldo deixou uma mensagem nos seus vários perfis públicos: Iker, foi um orgulho ter trabalhado contigo tantos anos. Muita sorte na tua nova equipa!
Por seu lado, Marcelo desejou o melhor a “Ikercio”: Uma honra ter estado mais de oito anos a aprender contigo. Desejo-te sempre o melhor Capi! #1, no que foi secundado por Illarramendi e Gareth Bale, que usaram a palavra privilégio na sua mensagem. Sérgio Ramos, que vai herdar a braçadeira de capitão do Real Madrid, optou pelo Twitter para deixar uma mensagem pública a Iker: Dez anos juntos e muitos, muitos momentos. Grande capitão. Obrigado. Já Jesé Rodríguez utilizou a palavra lenda: És e foste uma lenda para este clube, sentiremos a tua falta, sempre agradecido dos teus conselhos e de poder jogar contigo. Muita sorte e até sempre IKER!!!
Do outro lado da barricada – que é como quem diz em Barcelona -, foram vários os futebolistas a enviar uma mensagem a Casillas. Iniesta desejou todo o melhor ao antigo jogador do Real Madrid, enquanto Puyol, ex-futebolista catalão, mandou um abraço a Casillas: Por cima das cores estão as pessoas! Muita sorte amigo, escreveu o antigo defesa central. Por sua vez, Gerard Piqué considerou que chega ao FC Porto um grande de La Liga: Foi uma honra jogar contra ti todos estes anos. Muita sorte Iker. A grande homenagem catalã veio, no entanto, de Xavi, que num artigo na Marca - de imprescindível leitura - chama a Casillas alguém alegre, sincero, competitivo, muito competitivo…
Também na Marca, Vicente Del Bosque, antigo seleccionador espanhol e técnico do Real Madrid, definiu Casillas como história viva do Real Madrid, enquanto Ozil, no seu perfil do Instagram, desejou ao guarda-redes que conquiste muitos mais títulos no FC Porto: Iker Casillas sai do Real Madrid após 25 anos como um dos melhores guarda-redes e como uma lenda viva do clube. Iker, meu amigo, desejo-te tudo de bom. O antigo jogador Guti falou de um luxo em ter jogado com Casillas tantos anos em Madrid, enquanto David Beckham falou de tristeza ao abordar a saída do internacional espanhol: Ele é meu amigo, uma pessoa fantástica e um dos melhores guarda-redes da história do futebol. Uma verdadeira lenda do Real Madrid.

13/07/15

Aconteceu a 13 Julho 1935

Neste dia, o primeiro campeão da Primeira Liga recebia o respectivo troféu e as medalhas. Tratou-se do FC Porto, pois claro, que semanas antes tinha conquistado a edição inicial do que viria a ser o mais importante campeonato em Portugal. Desta equipa faziam parte os três 'diabos do meio dia': Waldemar Mota, Acácio Mesquita e Pinga. Uma semana depois, na Casa dos Jornalistas, o FC Porto recebeu novo troféu e mais homenagens.

Martins Indi: "Sou a minha própria concorrência"






Martins Indi é um dos jogadores mais divertidos do plantel, mas isso não lhe retira a sede de triunfos, a concentração no trabalho e a vontade de se superar. Tenho a minha ambição individual. Sempre disse que eu sou a minha própria concorrência, afirmou o defesa central, em declarações exclusivas a www.fcporto.pt e ao Porto Canal, no estágio dos Dragões em Horst. A jogar em casa, na Holanda, Indi alargou depois a ambição ao colectivo.
Quero dar o meu melhor, jogar bom futebol e vencer. Quando falo de vencer é ganharmos títulos, frisou o jogador. Internacional pela principal selecção do seu país por 30 vezes, o futebolista tem sido um dos mais solicitados na Holanda – as pessoas conhecem-me, pedem fotos e autógrafos –, mas não tem sido essa a principal fonte de cansaço. Três treinos num dia é forte mas também é bom para estar em forma, admitiu.
Sete dias passados sobre o arranque da temporada, os reforços vão-se adaptando e conhecendo os companheiros. Indi reconhece que os novos jogadores têm de aprender algumas coisas que os outros já dominam e tudo terá o seu tempo. Sabemos que o FC Porto é um clube a que chegam sempre novos jogadores e todos têm qualidade. Todos têm de procurar um lugar no onze e dar o melhor.

Pinto da Costa: “Estamos muito felizes por tê-lo connosco”


Depois da oficialização da transferência de Iker Casillas do Real Madrid para o FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa abordou a mais recente contratação dos Dragões e reiterou a ideia de que ambas as partes partilhavam a mesma vontade há algum tempo. Para o líder portista, o FC Porto e o futebol português precisam de jogadores como o guarda-redes de 34 anos, campeão europeu e mundial pela selecção de Espanha e três vezes vencedor da Liga dos Campeões.
Só ontem à noite ficou assente que o Casillas seria jogador do FC Porto. Nós e ele queríamos desde a primeira hora, mas as coisas só se tornaram possíveis quando os advogados dele chegaram a acordo com o Real Madrid. Só nos resta dar as boas-vindas ao Casillas e dizer que estamos muito felizes por agora tê-lo connosco. A qualidade dele é inegável e toda a Espanha reconhece que ele é um símbolo do seu futebol. O FC Porto e o futebol português precisam de jogadores como este, afirmou o presidente dos Dragões, pouco depois de assistir à final da Taça do Mundo de bilhar às três tabelas, no Dragão Caixa.
Revelando conhecer muito sobre o perfil e personalidade de Iker Casillas, Pinto da Costa confessou não ter ficado surpreendido com o teor da emocionante conferência de imprensa protagonizada este domingo pelo guardião espanhol. Já conhecia o perfil do jogador e demonstrou porque é o futebolista mais titulado do mundo ainda em actividade. Agradeceu-nos a confiança e demonstrou toda a sua humildade ao dizer que vai dar o máximo para conquistar títulos no FC Porto. Agora temos dois guarda-redes fantásticos e creio que a baliza deixou de ser uma preocupação para qualquer um de nós, prosseguiu.
Jorge Nuno Pinto da Costa falou ainda sobre a renovação de Varela e a intenção do internacional português em ficar no FC Porto, cumprindo assim um desejo de Julen Lopetegui, que remonta ao início da época passada. Já na época passada o nosso treinador o queria, mas entendeu que ele não estava motivado para isso quando falou com ele. Desta vez, quando eu próprio falei com o Varela, ele disse-me imediatamente que ficava. Nós queríamos o Varela e o Varela entendeu que este era o momento de regressar. O acordo foi total e muito rápido. Acredito que poderá ser uma mais-valia no nosso plantel.
Mesmo não tendo viajado com a equipa para Horst, na Holanda, onde se cumpre o primeiro estágio de pré-temporada, o presidente do FC Porto garantiu estar a par de tudo. Sei o que se passa diariamente e sei que está a correr tudo bem. Os jogadores estão a trabalhar forte e a lutar para construírem um grupo forte, que é isso que todos queremos, disse Pinto da Costa, que deixou ainda uma observação aos famosos rumores do defeso. Não posso garantir que não sai mais ninguém, pois isso pode acontecer se se baterem as cláusulas de rescisão. Se não baterem, não sai mais ninguém. Quanto a entradas, até nos rimos quando falaram do Drogba para reforçar o FC Porto.

Casillas assina por 2 anos com mais 1 de opção


​O guarda-redes Iker Casillas, de 34 anos, assinou contrato com o FC Porto para as épocas 2015/16 e 2016/17, tendo ainda mais uma temporada de opção. O internacional espanhol, ex-Real Madrid, passa a ser o jogador da Liga portuguesa com o mais rico palmarés e torna-se ainda no primeiro ex-campeão do Mundo de selecções a representar os Dragões.
Em 2012, Casillas recebeu o Prémio Príncipe das Astúrias para o Desporto, considerada a maior distinção desportiva espanhola. Mas, para além disso, tem um incrível palmarés, em que se incluem três Ligas dos Campeões, um Mundial de Clubes, duas Taças Intercontinentais, duas Supertaças Europeias, cinco Ligas espanholas, duas Taças do Rei e quatro Supertaças espanholas com o Real Madrid, para além de um Mundial e dois Campeonatos da Europa com a selecção espanhola.

​O discurso demorou-lhe longos e emocionantes segundos a sair, até que reconheceu que se tinha comprometido a ler o papel com que se muniu. Em conferência de imprensa no Estádio Santiago Bernabéu, Iker Casillas despediu-se do (único) clube que representou durante 25 anos e explicou os motivos que o levaram, aos 34 anos, a escolher o FC Porto para prosseguir a carreira. E houve ainda palavras de agradecimento aos azuis e brancos.
Vim a este grande estádio despedir-me de todos, sobretudo e em especial dos madrilistas. Como sabem, desde ontem deixei de pertencer ao Real Madrid e passei a fazer parte do FC Porto. A decisão de ir para o FC Porto deve-se a dois motivos fundamentais: primeiro, a esperança que o presidente, o director Antero Henrique e o treinador Julen Lopetegui, que já me conhece há muito tempo, me transmitiram; segundo, as demonstrações de carinho que recebi quando se soube que o meu destino era Portugal e, nesse sentido, fiquei muito feliz, afirmou o novo concorrente pela baliza portista.
Numa conferência de imprensa muito emotiva, Iker Casillas fez questão de relembrar todos aqueles que lidaram de perto com ele no dia-a-dia madridista desde há 25 anos. O guarda-redes campeão europeu e mundial pela selecção espanhola mostrou-se também feliz pelo que o espera e agradeceu a confiança demonstrada pelos Dragões. Farei todos os possíveis para não os defraudar e lutarei ao máximo para conquistar o maior número possível de títulos na minha nova equipa. Portanto, muito obrigado ao FC Porto por ter confiado em mim.

11/07/15

Aconteceu a 11 Julho 1984

Neste dia, o FC Porto iniciava a pré-época 1984/85. Jorge Nuno Pinto da Costa escolhe Artur Jorge para voltar aos títulos e acerta em cheio: campeão europeu e três vezes campeão nacional. Com cinco épocas e meia de casa, é o técnico com mais jogos disputados no comando dos Dragões, depois de José Maria Pedroto.

Equipa já está em Horst


A equipa principal do FC Porto ​já está em Horst, na Holanda, onde cumpre até dia 18 o primeiro estágio de preparação para a época 2015/16. Os 26 jogadores, equipa técnica e restante comitiva aterraram no Aeroporto de Weeze, na Alemanha, por volta das 18h45 locais (menos uma hora em Portugal Continental), seguindo depois para o Parkhotel, em Horst, onde se encontravam alguns adeptos.
Debaixo de uma temperatura agradável, a rondar os 23 graus Celsius, o trajecto entre o aeroporto e o hotel demorou cerca de 45 minutos e, após a chegada, a prioridade da comitiva foi o jantar. Este sábado começa o trabalho, no campo de treinos situado a alguns minutos de bicicleta do hotel, e o ritmo será exigente.
O plano contempla três treinos, às 9h00 e 11h30 (fechados à comunicação social) e às 17h30, com os primeiros 20 minutos abertos à comunicação social. Antes, às 17h15, haverá uma superflash. Todas as horas referidas são locais.

10/07/15

Aconteceu a 10 Julho 1964

Neste dia, chegava ao Estádio das Antas o primeiro convite para o FC Porto participar num dos mais prestigiados torneios espanhóis, o Teresa Herrera, na Corunha. Os Dragões terminaram em terceiro nesse ano e viriam a conquistá-lo em 1991, mas nunca o incluíram no palmarés oficial, como outros fazem com a Taça Latina.

Apresentação de novos equipamentos


Veronica Larrenne e Jimmy P emprestaram as vozes e deram a música, mas foram os jogadores do FC Porto a ditar o ritmo na apresentação da colecção New Balance para a época 2015/16, que decorreu esta quinta-feira no Jardim do Passeio dos Clérigos, bem na Baixa portuense. O coração da cidade voltou a pintar-se de azul e branco e foram largos milhares os adeptos do FC Porto que desde bem cedo reservaram o melhor lugar possível com vista para o desfile dos craques. Não faltaram convidados ilustres e, claro está, não faltou o portismo tão próprio de momentos como este, na mesma semana em que o plantel principal iniciou os trabalhos de pré-temporada.
A passerelle foi inaugurada por modelos de alma e profissão, como os irmãos Pedro e Ricardo Guedes, Rúben Rua ou Débora Monteiro, mas o verdadeiro delírio da multidão deu-se quando desfilaram os jogadores do FC Porto. Os guarda-redes Raúl Gudiño, Andrés Fernández e Ricardo Nunes, bem como Maicon, Danilo Pereira e Tello, deram ainda mais brilho a uma noite mágica na Baixa da Invicta, que não ficou indiferente aos novos trajes portistas para 2015/16, sempre sob o lema “Sem Igual”. Julen Lopetegui, treinador do FC Porto, foi uma das figuras presentes e elogiou o cenário extraordinário escolhido para a apresentação oficial desta colecção, que espera dar muita sorte para a nova época.
O cenário é extraordinário e parece-me que este evento supera até o do ano passado. É uma grande manifestação de portismo, de carinho e de esperança. É impossível não sentir todas essas coisas em momentos como este e acredito que nos dará ainda mais força para uma época que se espera difícil e exigente. Infelizmente, na época passada não conseguimos títulos, mas sabemos que o FC Porto precisa deles e vamos trabalhar ainda mais para os conquistar, proporcionando essas alegrias aos nossos adeptos, que tanto as merecem. Esperemos que os novos equipamentos nos dêem muita sorte para a nova época, afirmou Julen Lopetegui, que deixou ainda uma confidência: Sou muito feliz na cidade do Porto e já me sinto um tripeiro, não só eu, mas também a minha família.
Para Maicon, que trocou o relvado pela passerelle por uma noite, voltar a sentir de perto o carinho dos adeptos foi especial e emocionante, revelando ainda esperar que 2015/16 seja melhor do que 2014/15. Voltar a ver os adeptos todos juntos, cantando por nós, foi especial e emocionante. Mostraram, uma vez mais, que gostam de nós e que estão do nosso lado. É maravilhoso voltar a sentir todo este carinho e vamos trabalhar forte para que a época que se avizinha seja melhor do que a anterior. Este clube e estes adeptos merecem tudo, declarou Maicon, que desfilou com o equipamento principal.
Richard Wright, director-geral da New Balance Football, destacou a grandiosidade do evento de apresentação dos novos equipamentos e reiterou a parceria de sonho entre a marca norte-americana e o FC Porto. Este tipo de eventos é muito diferente daquilo a que estamos habituados, é algo absolutamente magnífico e arrebatador. A relação entre a New Balance e o FC Porto é perfeita para nós, é uma parceria de sonho. Para nós, o FC Porto é um clube de top mundial e é um privilégio poder vesti-lo. Acredito que esta relação resultará em grandes conquistas num futuro próximo. Só nos lançámos no futebol há cerca de seis meses, mas a nossa ligação ao FC Porto é mais longa e é algo que nos orgulha muito.

Início do estágio

A equipa principal do FC Porto viaja ao início da tarde para a Alemanha, num voo com destino a Dusseldorf, seguindo depois para a localidade de Horst, na Holanda, onde cumprirá oito dias de estágio e realizará os dois primeiros jogos particulares da pré-época.
O grupo, que este sábado cumpre o primeiro dia estágio da pré-temporada, é composto por: Andrés Fernández, Gudiño, Helton e Ricardo Nunes (g.r.); Aboubakar, Adrián López, Alex Sandro, André André, Brahimi, Bueno, Danilo Pereira, David Bruno, Evandro, Francisco Ramos, Hernâni, Lichnovsky, Imbula, José Ángel, Maicon, Marcano, Martins Indi, Tello, Tiago Rodrigues, Varela, Víctor García e André Silva.


08/07/15

Aconteceu a 8 Julho 1979

Neste dia, o FC Porto levantava a Taça de Portugal em basquetebol pela primeira vez. O triunfo histórico foi conseguido sobre o Sporting, por 93-86, em Tomar.

Marcano: “É uma vantagem já conhecer o clube”


​​Iván Marcano cumpre a segunda época ao serviço do FC Porto, mas só agora é que sabe o que é fazer a pré-temporada de Dragão ao peito, já que no ano passado chegou uma semana antes do início dos jogos oficiais. O defesa espanhol reconhece que para ele é uma vantagem ter um conhecimento profundo do clube e dos companheiros.
As circunstâncias são diferentes, para melhor. Na época passada cheguei a 12 de Agosto, quando a pré-temporada estava quase a terminar. Este é o segundo ano, começo desde o primeiro dia, já conheço bem o clube, o treinador, o centro de treinos. É uma vantagem, sim” admitiu o central, em declarações ao www.fcporto.pt e ao Porto Canal.
Apesar de o plantel ainda esperar a chegada de alguns jogadores autorizados a chegar mais tarde, Marcano retirou impressões positivas dos dois primeiros dias de trabalho e garante que a equipa não pensa no início exigente da Liga Portuguesa. Não pensamos nisso, primeiro pensamos na pré-temporada, em preparar-nos para estarmos bem quando chegar o primeiro jogo do campeonato. E a verdade é que temos que jogar contra todas as 17 equipas”, lembra o defesa espanhol, garantindo ao mesmo tempo que, apesar da saída de alguns jogadores do sector recuado, a defesa vai procurar manter o “mesmo rendimento da época passada, que fez com que terminasse como a menos batida do campeonato português.
Questionado sobre o mercado de transferências, Marcano afirmou que esteve atento a tudo e que foi acompanhando as contratações dos adversários. Gosto de saber o que se passa, mas apenas para ter conhecimento, porque isso não nos diz respeito. O importante é treinar bem, acrescentou.

Varela foi a novidade no segundo dia

Silvestre Varela, que renovou contrato com o FC Porto por mais três temporadas, foi a cara nova do segundo dia de trabalho da pré-época 2015/16. O avançado internacional português foi um dos 27 jogadores que esta terça-feira treinaram sob a orientação de Julen Lopetegui, no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, no Olival.
Tal como no primeiro dia​, da sessão de trabalho estiveram ausentes Gonçalo Paciência, Sérgio Oliveira, Ricardo Pereira, Rúben Neves, Quaresma e Quintero, devidamente autorizados pelo clube. Reyes e Herrera estão ao serviço da selecção mexicana que na próxima sexta-feira se estreia na Gold Cup 2015, frente a Cuba.

07/07/15

Aconteceu a 7 Julho 1946

Artur de Sousa, Pinga no futebol, coloca um ponto final na carreira num jogo de despedida realizado no Estádio do Lima, que opôs o FC Porto a uma equipa constituída por jogadores portugueses. Para trás ficavam 11 temporadas de Dragão ao peito, 146 golos e 221 jogos. Fraquejaram os músculos, mas o meu coração continua a lutar pelo clube, pelo desporto e pelo Porto. As palavras do avançado ficaram para a história, tal como ele, Pinga. Grande madeirense!

1º dia da Equipa B

A equipa B também começou já a trabalhar: aposta em fazer uma boa época na Segunda Liga e em continuar a formar jogadores. Os objectivos foram traçados pelo treinador Luís Castro. No primeiro treino marcaram presença 28 jogadores, muitos deles da equipa de Sub-19 e algumas caras novas: André Caio, Diogo Costa (Sub-19), Filipe Ferreira e João Costa (g.r.); Anderson, Bruno Costa (Sub-19), Chidozie (Sub-19), Fernando (Sub-19), Ivo Rodrigues, Isack (Sub-19), Graça, Jorge Fernandes (Sub-19), Leandro Silva, Leonardo, Mikel Pavlovski, Pité, Rafa, Rodrigo, Ronan, Ruben Macedo, Rui Moreira, Rui Pedro (Sub-19), Sérgio Ribeiro, Tomás Podstawski, Tony Djim (Sub-19), Verdasca e Wellington. Hoje chega mais um reforço: o médio mexicano Omar Govea.
No calendário de pré-época do FC Porto B estão já agendados três jogos particulares. O primeiro é já este domingo (11h00), frente ao Penafiel, no Estádio Municipal 25 de Abril. Nos dias 25 (sábado) e 26 (domingo) de Julho, os “bês” portistas defrontam Corby Town FC (12h00) e Liverpool FC XI (16h00), respectivamente. Ambos os jogos vão disputar-se no Steel Park Stadium, em Corby, Inglaterra.

André André promete trabalhar bem para agarrar a oportunidade


​André André não esconde que o sonho que sempre acalentou está agora a ser cumprido. O médio que o FC Porto contratou ao Vitória de Guimarães neste defeso está de regresso pela porta grande a uma casa que bem conhece. Consciente da exigência máxima que o espera nesta nova realidade, o reforço que há oito épocas integrou o plantel da equipa Sub-19 portista promete muito trabalho para conquistar títulos com a camisola azul e branca.
Trabalhei para isso, dediquei-me muito. Regressar era o meu objectivo e aqui estou, muito feliz. Nervoso? Não, apenas ansioso para que este dia chegasse. Agora vou dar o meu melhor pelo FC Porto e trabalhar bem para agarrar esta oportunidade, afirmou André André, em declarações ao www.fcporto.pt e ao Porto Canal.
Agora no plantel principal dos Dragões, o internacional português reconhece que a realidade é completamente diferente da que conhecia nos juniores e que a exigência é máxima. Quero melhorar enquanto jogador e sei que o FC Porto me vai dar essa oportunidade. E quero, claro, ganhar títulos, acrescentou.
André André conhece bem a casa a que chegou, mas também alguns companheiros com quem trabalhou no primeiro dia da época​. Hernâni e Tiago Rodrigues, por exemplo, jogaram com ele no Vitória de Guimarães. Mas hoje o dia foi de trabalho, não houve tempo para grandes conversas, lá para frente haverá tempo para isso, garantiu.

Lopetegui: "Temos de começar forte e a ganhar”


​Pouco depois de orientar o primeiro treino da pré-temporada 2015/16, no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, no Olival, Julen Lopetegui falou em exclusivo ao Porto Canal e ao www.fcporto.pt sobre o presente e o futuro dos Dragões. Satisfeito com o arranque dos trabalhos, o treinador basco garantiu que os novos reforços têm todas as condições para ajudar à construção de uma equipa que vai entrar em cada jogo com a responsabilidade de vencer.
Temos muita vontade de começar uma nova época e estamos muito felizes com aquilo que foi o primeiro dia de um trabalho que pretende assentar as bases da temporada que se avizinha. Todas as épocas são duras e exigentes, pois o FC Porto entra em todas as competições para vencer. Temos vontade e ilusão de estar à altura de todas estas ambições, sempre com a responsabilidade de vencer e, naturalmente, de sermos campeões, declarou Julen Lopetegui, naquela que foi a primeira abordagem a 2015/16.
Contando já com quatro dos cinco reforços confirmados pelo FC Porto na primeira sessão de trabalho, Julen Lopetegui alerta para a necessidade de uma reconstrução da equipa, até porque saíram jogadores importantes neste defeso. Os jogadores que chegaram vieram porque achamos que necessitamos deles. A realidade é que saíram jogadores importantes, que eram habituais titulares, e temos de procurar construir uma nova equipa. Acredito que os jogadores novos têm todas as condições para nos ajudar a construir essa equipa. Queremos transmitir o quanto antes aquilo que pretendemos aos novos jogadores e os que cá ficaram também serão importantes nesse processo, explicou o treinador espanhol.
Julen Lopetegui revelou ainda um episódio curioso depois de ficar a conhecer o calendário do FC Porto no campeonato e não escondeu que o grande objectivo portista passa por conquistá-lo. Em jeito de brincadeira, até dissemos que foram o André André e o Danilo Pereira a fazer o calendário para o início do campeonato, pois vamos defrontar as suas antigas equipas. Se queres ser campeão, e nós queremos sê-lo, tens de jogar contra todas as equipas e entrar sempre para vencer. Todos os jogos são difíceis e o início será exigente. Aliás, todo o campeonato será exigente. Temos de fazer o nosso trabalho e estar preparados, de forma a começarmos fortes e entrarmos a ganhar.
O primeiro compromisso oficial está a mais de um mês de distância, mas Julen Lopetegui afasta qualquer cenário de ansiedade e promete concentração máxima no dia-a-dia do futuro mais próximo. Ansioso é uma palavra da qual não gosto particularmente. Tenho, isso sim, muita ilusão e vontade de vencer e preparar a equipa da melhor maneira possível para o conseguir. Temos de estar focados no trabalho diário e preparar os estágios que vamos ter. Vamos defrontar equipas difíceis na pré-temporada e essa exigência vai ajudar-nos na nossa preparação para a época oficial, concluiu.

Dragões na pré-época




​Terminado o período de férias, o plantel principal do FC Porto regressou esta segunda-feira ao trabalho no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, no Olival, iniciando assim oficialmente a preparação para a época 2015/16.
Entre os jogadores presentes na primeira sessão de trabalho, destaque para quatro caras novas: o avançado Alberto Bueno (ex-Rayo Vallecano) e os médios André André (ex-Vitória de Guimarães), Danilo Pereira (ex-Marítimo) e Imbula (ex-Marselha).
Devidamente autorizados pelo clube, estiveram ausentes Gonçalo Paciência, Sérgio Oliveira, Ricardo, Rúben Neves, Ricardo Quaresma e Quintero. Os mexicanos Reyes e Herrera estão actualmente ao serviço da selecção, que se encontra a disputar a Gold Cup 2015.
Esta segunda-feira, os jogadores realizam exames médicos durante a tarde, situação que se repetirá amanhã depois de mais um treino matinal (10h30), novamente no Olival, com os primeiros 15 minutos abertos à comunicação social.
Jogadores presentes no treino desta segunda-feira: Andrés Fernández, Gudiño, Helton e Ricardo Nunes (g.r.); Aboubakar, Adrián López, Alex Sandro, André André, Brahimi, Bueno, Danilo Pereira, David Bruno, Evandro, Francisco Ramos, Hernâni, Lichnovsky, Imbula, José Ángel, Maicon, Marcano, Martins Indi, Otávio, Tello, Tiago Rodrigues, Víctor García e André Silva.